segunda-feira, 28 de julho de 2014

Chanel repaginada

A campanha deste outono da Chanel foi fotografada com a top Cara Dellevigne, atual queridinha do Kaiser, em plena academia de boxe, com direito à ringue, lutadores e tudo o mais:
O tailleur de tweed e as pérolas continuam presentes, mas Madame aprovaria a tatuagem e o novo styling?
Achei interessante a escolha de um ringue, local predominantemente masculino, para a realização de fotos de moda, algo tão feminino...O Kaiser gosta de inovar, é sabido, mas será que essa nova mulher Chanel é realmente uma "lutadora"? As clientes tradicionais da marca, as poucas que podem pagar por essa exclusividade e luxo, se vêem retratadas nessa garota tatuada, com dreads de pérolas e o recado "desconstrua-se se quiser sobreviver"? Ou "lute para ter o seu Chanel"? Fico imaginando essas clientes tradicionais entrando numa dessas academias de boxe mal iluminadas e circulando entre homens rudes e suados... Elas não, mas talvez suas netas achariam bastante interessante!
O vestido, as botas de pugilista e o novo local para o "chá das 5"...#sqn
Essa jovem aristocrática não quer mais acompanhar a mãe ou a avó no chá das 5, e se for, chegará ao menos 5 minutos atrasada, usando salto baixo (chega de scarpins!) e perfumada com Chanel número 5, lógico, pq esse número é emblemático na história da marca, era o número da sorte de Madame, aquele relógio na parede não está ali por acaso...
E se a garota aparecesse com a namorada, ao invés do namorado, será que Madame ficaria escandalizada?
Eu acho que Coco Chanel, se estivesse viva, seria uma velhota excêntrica, daquelas que não se escandalizam com nada-mas acho tb que, se o Karl trabalhasse com ela, os dois brigariam feito gato e rato! É inegável o esforço dele para atualizar a marca sem perder sua identidade e seus ícones de estilo, mantendo as tradicionais clientes (as que ainda não morreram) mas já de olho em suas netas, e nas amigas das netas, e assim por diante...Sem sua visão irreverente, a Chanel talvez já tivesse entrado em declinio, mas o Kaiser a mantém jovem e fresca como nos áureos tempos-até quando, ninguem sabe...
"O fecho está torrrrto e a costura está torrrrta, tem que ficar perfeito pelo lado avesso, inclusive!"
Esse é o problema das roupas aqui no Brasil (não estamos falando de fast fashion): são caras, costuras tortas, fechos fracos, e se desmancham na primeira lavagem. Existem as exceções, é claro, mas paga-se muito pra se ter essa qualidade ou exclusividade, muito mais do que a gente pode ou acha que a roupa vale. Malditos impostos!
E vcs, costumam ser exigentes em suas compras ou se contentam com Zara, Renner, C&A?
(aqui em POA não temos Topshop, nem Forever 21, mas a gauchada adooora uma fast fashion, e aqui a Renner é lider em vendas...)


18 comentários:

  1. Forever 21? Modinha de 50 cents, não dura uma lavada, mas cumpre o que propõe: moda barata pra juventude que quer cópia do que não pode pagar.
    Topshop, só conheci a inglesa, não fui ainda na filial brasileira... em Londres gostei.
    Zara? Minha fast fashion preferida faz uns anos.

    ResponderExcluir
  2. Madi, vou ter que "lutar muito para ter o meu Chanel", hahahahahahaha. Só vejo mesmo pelas vitrines, rs... Mas quem sabe um dia né...
    Não sabia que o Herr Lagerfeld estava a frente da Chanel. Tá vendo como é bom ler o seu blog :-). Adoro!
    Na Suíça tb não tem Topshop e nem Forever 21. Zara já faz tempo que não me atrai... Na C&A eu entro só pra comprar meias e camisolinhas e regatinhas de algodão, que tem boa qualidade. Aliás a C&A daqui é muiiito mais barata se comparada com a C&A Brasil. E eu não entendo porque a maioria da roupas que vem do mesmo lugar (China, India) parece ter qualidade inferior no Brasil (?!?). Na Hoje em dia, quando possível, eu prefiro investir mais em qualidade do que quantidade. As fashions food pra mim, só mesmo em épocas de saldos, ai eu compro pecinhas de 10 francos (o máximo que eu pago, hehehe), até porque na época de promos você consegue comprar coisas de excelente qualidade pagando um ótimo preço.
    Um dia eu fico rica e saio dessa vida! hahahahahaha. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoraria ter um casaco Chanel pelo corte e estilo , sem falar que dura uma vida, mas por enquanto só consegui ter óculos e perfume da grife, as roupas acho caras demais pro meu bolsinho, rsss

      Excluir
  3. Tá q nem aqui ... rs ... Renner é fashion ou melhor ... Top Fashion ... rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra comprar bem na Renner o segredo eh evitar as estampas!

      Excluir
    2. Falando em Renner, as lojas do sul são bem melhores do que as do resto do país. Lembro de ter comprado umas duas blusas que me fizeram feliz por um verão inteiro... nem precisei recosturar os botões. Qual o problema desse povo com botões? Nunca pregam direito!

      Excluir
    3. hihi,verdade, e qdo. a gente quer aquele botão q vem de "reserva" na roupa,já caiu tb há muito tempo...

      Excluir
  4. Eu visto o que me dá... meu aniversario é 19/01
    #ficadica

    uhauhauhauhauhauhauha :))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou providenciar algo bem fashion,manda as medidas e tamanhos...

      Excluir
  5. Renner?!? #QuemNunca, nzé?!? Só não encaro é "aquele" gerente da C&A... hahahahahahaha! Bjocas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Aquele gerente" só com despacho, deus me livre!

      Excluir
  6. É amiga, quem não tem dindin tem esses recursos!! Eu sempre compro nesses lugares porque na verdade não posso comprar o que gostaria, ah se eu fosse um cadinho rica, meu closet só teria Chanel, Dolce, Valentino, Prada, mas gosto dessas roupas tipo Zara, Marisa, Renner. Sei lá!! Mesmo com essa qualidade precária atendem minhas necessidades! Principalmente porque fazem roupitchas acima de 44, 46, e não sou daquelas popozudas, gosto de roupa que me deixa confortável, estilosa e feliz. Amoooo um tênis All Star! Uma bota mais bruta e coisas assim!
    Mas eu se fosse Chanel iria amar essas inovações. O Kaiser uniu a moda tradicional a modernidade do esporte porque hoje "baby"o que faz a cabeça da mulherada é UFC. Até eu fico assistindo aqueles grandalhões se baterem!! Imagina??? Gostei bem!!
    Ameeeeei o post! Eu já tinha visto a primeira imagem por aí e adorei como foi fotografada, selfie puro para quem ama isso como a Cara Delevigne!
    Mil beijos amada Madi!
    Ótima semana!
    Cris

    ResponderExcluir
  7. Quem nunca comprou na Renner que atire o primeiro scarpin....kkkk. É verdade Madi é nitudo que a Chanel vem sutilmente mudando, tentando acostumar a cabeça das mais velhas e querendo o público jovem, é uma mudança difícil, mas acho q necessária. Na verdade não tem fórmula certa, é o mundo. E eu acredito que, indo mais a fundo, o mercado do luxo tem seus anos contados. Não sou eu quem vou ver isso, talvez minhas netas, mas a verdade é que em um futuro não muito distante o luxo será insustentável diante da falta de recursos naturais e da situação econômica, hábitos e cultura. Talvez chegaremos a um ponto em que ter roupas de qualidade e que durem seja melhor para o ambiente e para as pessoas. Só um pensamento meu....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Trocar o consumismo desenfreado do fast fashion pelo racionalismo tranquilo do slow fashion, sim,isso tb é um caminho...

      Excluir
  8. Legal o post ! O Karl realmente é um cara "phodão", manda bem na presewrvação da marca ! Quanto ao futuro da marca, as vezes as netas mais irreverentes, com o tempo se tornam como as avós ... who knows ?! Creio que sempre haverá mulheres (não muitas, mas) que usarão Channel !
    Quanto as fotos da campanha na academia, não sei se gostei do resultado, não sei se foi inovador e se esteticamente mesmo me agradou, mas enfim, quem sou eu ?! rs !
    Comprar é sinonimo de diversão, tem coisa mais legal que garimpar em lojas que vc não dá nada ? Achar algumas peças legais por um preço legal também ? Tenho coisas da Renner, da Zara e outras de lojas caras, as vezes vale investir numa peça clássica, que não sai de moda vale super a pena ...

    Bjo !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo e tb sou cliente das fast fashion,principalmente pq os preços das roupas "de marca" aqui no Brasil são abusivos!

      Excluir

Comenta aí, ficarei muito feliz em saber tua opinião...