sábado, 22 de março de 2014

Dos cheiros

Nessa vida de produzir pessoas (no meu caso específico, vestir, pois não faço maquiagem nem mexo no cabelo de ninguém, respondendo a alguns que me perguntaram isso por e-mail), fico muito próxima do corpo delas, acabo tocando-as, de leve, ao puxar um fecho, abotoar um colarinho, acertar um nó de gravata, enfim, essa experiência de manusear as roupas no corpo de alguém tb nos faz sentir o cheiro dessa pessoa, que está tão próxima.
Desculpem, esse é o meu sentido mais apurado...
Que às vezes é agradável.
Que às vezes eu reconheço imediatamente o perfume, se é daqueles muito marcantes.
Que às vezes é neutro, tipo nem bom nem ruim.
E, finalmente, que às vezes me incomoda, mas não necessariamente porque a pessoa está fedendo, suada, ou com asa, nada disso. É o cheiro da pele mesmo,que não cai bem no meu olfato, mesmo que a coitada tenha vindo pro studio de banho tomado.Aquilo é dela, é a tal "química de pele" (e nem estou falando em atração sexual nem em feromônios, tá, gente? Isso é trabalho,hehe)-no meu caso, algumas pessoas têm um cheiro natural que me causa rejeição na hora. Pode ser agravado pelo perfume errado-alguns são insuportáveis,como o antigo Poison-quem lembra?-ou pela falta de um. E tem os que não funcionam em determinadas peles, é a tal "química", atuando contra ou a favor.Entenda-se aqui perfumes ou desodorantes.
Não, não, não se trata disso...
Esta semana vesti um apresentador de TV que cheirava "estranho"-repito: ele estava limpo, asseado, mas o cheiro não combinava com ele. Coisa mais esquisita de se dizer, eu sei, mas aquele cheiro me incomodou.
O cara era bonitão,elegante, fui vestir o paletó nele e meu narizinho metido a besta já captou algo.

Hunfs, como diria a Luana...
-Está um pouco apertado-reclamou ele. Pedi desculpas e peguei outro casaco da arara. Ao vesti-lo, o movimento levou um ventinho ao meu rosto e senti o cheiro de novo.Será que era o paletó, o tecido? Cheirei o paletó que ele tirou, discretamente-nada. Guardei o outro, ele pigarreou-olhei pra ele com o cantinho do olho- e novamente o cheiro estranho, quase uma presença física!
O cara percebeu e perguntou se estava tudo bem, e eu disse que sim, lógico.Mas o cheiro ruim continuava dentro do camarim, que é um local pequeno, vcs sabem, e onde muito rapidamente os cheiros "ocupam seu "espaço".Nesse momento, entrou o maquiador, uma biba histérica da TV local, quase gritando:
-NOSSA, QUEM PEIDOU AQUI?
Silêncio constrangedor, nem eu nem o apresentador dissemos uma palavra, imaginando qual dos dois teria cometido o "delito"-como ninguém se acusou, saimos os três dali e a copeira que atende os apresentadores chegou no exato momento com um copo d´água e uns 3 pacotinhos de sal de frutas.
-Tá aqui, seu Felipe, pra ver se essa crise de arrotos passa..o senhor não deve mais fazer essa dieta da proteina, muito ovo ataca o fígado,blá,blá..
O "seu Felipe" (nome fictício, tá, gente?) ficou branco e a biba maquiadora, bége!
Eu disparei com minha malinha de produção pelo corredor da emissora, fugindo daquele fedor que, ao final, não era CC, nem peido, nem química, nem biologia-ahahaha-era cheiro de arroto de ovo mesmo!

24 comentários:

  1. E o pior é q aconteceu mesmo, amiga, não é ficção!

    ResponderExcluir
  2. Ai que situação.... alguns cheiros incomodam mesmo, affff e bicha escandalosa tem em todo lugar né?!... Estou trabalhando por duas semanas em uma loja de departamentos e quando entro no vestuário dos funcionários, que é imenso, vem aquele monte de cheiro tudo junto e misturado: perfume, sapato, cheiro de gente (rs..), suor, e vai saber mais o que, rs....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cheiros são realmente estranhos,às vezes, e todo mundo fica desconfortável,né?Ainda mais em recinto pequeno...

      Excluir
  3. Minha nossa que coisa mais horrível... cheiro de ovo podre rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha,tem cheiros e cheiros,mas esse de arroto de ovo,realmente,foi dos piores q já senti!

      Excluir
  4. Na falta de mordomo o culpado - lógico - é a copeira. Hahahahahaha! Certo mesmo é que tu não foi... 'magina se uma lady do teu gabarito faria uma coisa dessas!!! Só fiquei aqui imaginando quem deve ser o "seu Felipe"... hhahahahahahaha! Bjos - bem cheirosos pra ti, guria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior é q tu conhece ele,Freduco,ele é beeeem conhecido,rsss...

      Excluir
    2. Afffffffffffffeeee... a curiosidade matou o gato. E o Freduco. Hahahahaha! Bjs!

      Excluir
  5. "Torta de Climão", hein!!! Mas isso é realmente complicado.

    Eu tenho uma rinite lascada, então não sou muito de perfumes, eu uso... mas justo por isso, penso que não sou dado a exageros. Outra coisa que sempre agradeço ao Papai do Céu é não ser dado a ter maiores odores no corpo...

    Agora o que mais me afeta é o hálito, como eu lido com muitas pessoas "tête-a-tête", tem dias que é "puxado"... tem cada dragãozinho! Já me vi em cada apuro... Ultimamente tenho adotado a estratégia de um colega, com muitos anos de experiência, ele sempre tem uma bomboniere com balinhas em sua mesa! =)

    Uma ótima semana para você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mau hálito é outro problema,realmente...

      Excluir
  6. Dá licença, Madi, que tô chegando pra conhecer teu blog, bater papo e tal.

    :)

    Guria, que situação, hein? Dieta da proteína, pois sim!

    Rs

    Eu conheço uma moça que tem um cheiro estranho, entranhado nela. Não é um cheiro como o do cara que tu estava produzindo, não é nada "orgânico" [ahahahahaha...ficou estranho mas sei que tu me entendeu] : ela tem cheiro de coisa velha, guardada há muito tempo no fundo de algum baú.

    Pensava que fossem as roupas mas não são, porque já a encontrei tanto no frio quanto no calor, já a encontrei na padaria, com os cabelos molhados do banho, e o tal cheiro estava lá, absoluto.

    =/

    Fiquei contente com a tua visita! Sempre bem-vinda, viu?

    Um beijo e ótima semana!

    ResponderExcluir
  7. kkkkkk
    Tadinho dele... Já ia falar que poderia ser nervoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até podia ser,mas no caso ele comeu ovo demais..hehe..

      Excluir
  8. hahahahaha, coitado do cara!
    nosso corpo apronta cada uma com a gente...e nossa, eu li a palavra POISON e lembrei na hora daquele cheirão forte tenebroso, minha vó usava litros dele, e msiturado com laquê Karina e sabonete Alma de Flores, imagina só o cheiro BOM que ficava, hehehehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahahah,Grazi,laquê Karina existe até hj, e o Alma de Flores tb..mas o Poison saiu de linhas,graças a Deus!

      Excluir
  9. Madi amore, acredito sinceramente que você como produtora deva passar por mals bocados porem ossos do ofício!!!
    Mas as pessoas deveriam ter um pouco mais de bom senso não é? Afinal... vão vestir roupas de outros, ai!!!
    Mil beijos e ótima semana linda!!
    Cris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem muita gente sem noção,mas nesse caso a culpa foi do ovo,hehe

      Excluir
  10. Quando iniciei a leitura, ficou passando situações na minha cabeça (é difícil, mas não tenho controle sobre isso rs), O Perfume, livro e filme, Marcel Proust e o que estou a fazer algum tempo, estou tentando usar um perfume e encontrar minha cara metade pelo cheiro, não sei porquê, mas estou fazendo isso e não consigo parar rs...mas daí caí na tua história e esqueci completamente aqueles vagos pensamentos. A forma delicada com que contas, me parece a mesma com que trabalhas, tem de colocar a "mão na massa", mas de uma forma sutil, coerente e muito delicada e depois sabendo do teu perfil, aí se tornou uma saga eu continuar a ler - estás vendo que estou a divagar rs - e o mais incrível, a visibilidade da última cena é perfeita, senão dizer, teu constrangimento a beira da loucura, ou rir, ou respirar, ou...muito bom mesmo, adorei te conhecer, embora te conheça de alguns muitos amigos comuns, é um imenso prazer.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
  11. Quando iniciei a leitura, ficou passando situações na minha cabeça (é difícil, mas não tenho controle sobre isso rs), O Perfume, livro e filme, Marcel Proust e o que estou a fazer algum tempo, estou tentando usar um perfume e encontrar minha cara metade pelo cheiro, não sei porquê, mas estou fazendo isso e não consigo parar rs...mas daí caí na tua história e esqueci completamente aqueles vagos pensamentos. A forma delicada com que contas, me parece a mesma com que trabalhas, tem de colocar a "mão na massa", mas de uma forma sutil, coerente e muito delicada e depois sabendo do teu perfil, aí se tornou uma saga eu continuar a ler - estás vendo que estou a divagar rs - e o mais incrível, a visibilidade da última cena é perfeita, senão dizer, teu constrangimento a beira da loucura, ou rir, ou respirar, ou...muito bom mesmo, adorei te conhecer, embora te conheça de alguns muitos amigos comuns, é um imenso prazer.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jair,que bom te receber aqui,fiquei feliz com a visita e o comentário,obrigada por aparecer!

      Excluir
  12. Hahaha, tô rindo sem parar.
    O apresentador com certeza deve ter ficado com vontade de enforcar a biba e a copeira. :D

    ResponderExcluir
  13. Coitado,nunca mais vi ele tb depois disso,hihi...

    ResponderExcluir

Comenta aí, ficarei muito feliz em saber tua opinião...